Nossa série Top 10 oferece um guia listando as dez melhores fases e/ou histórias de determinado personagem ou equipe em ordem cronológica e disponibiliza links das edições disponíveis em nossa loja virtual! E nós começamos com a equipe de super-heróis mais popular da atualidade: Os Vingadores!

O grupo está por aí desde 1963 e se tornou carro chefe do Universo Marvel nos quadrinhos e no cinema! Diferente de alguns personagens, os Vingadores não se destacam por histórias isoladas, mas por fases de peso!

Os Vingadores por Stan Lee, Jack Kirby e Don Heck

Sem medo de mudar: desde o início a rotatividade de membros era grande!

Avengers 1-35

Que tal começar do início? É um material que pode até não se manter tão bem hoje, mas sem dúvida, Stan Lee e Jack Kirby criaram alguns dos grandes momentos da equipe logo em seus primórdios!

Mesmo com altos e baixos entre as edições, vale a pena ler como os principais elementos dos Vingadores já estavam aqui: a alta rotatividade, as reuniões e principalmente o atrito… muito atrito entre os membros! Conceitos que foram muito utilizados por Joss Whedon nos filmes do grupo. Se destacam alguns pontos emblemáticos: a origem provocada por Loki (nº1), o resgate do Capitão América preso em um bloco de gelo (nº 4) e a aceitação de criminosos na equipe (nº16).

No Brasil: podem ser encontradas na “Biblioteca Histórica Marvel: Os Vingadores” 1 e 2 (números 1-10 e 11-20 respectivamente). O nº 25 saiu na“Coleção Histórica Marvel: Os vingadores” nº5 todas  pela Panini. A primeira edição pode ser encontrada em “Heróis da TV” nº 100 (editora Abril) ou em“Os Heróis Mais Poderosos da Marvel n° 1: Vingadores”.  Em formatinho o nº 4 pode ser visto em “Origens dos Super-Heróis Marvel nº1” da editora Abril.

É uma leitura divertida, mas se você não tem paciência para algumas bizarrices da Era de Prata, há uma excelente releitura dessa fase escrita por Joe Casey em “Avengers: Earth’s Mightiest Heroes” 1-8. Saiu no Brasil em “Vingadores Anual” nº1 (Panini).

 

Até um andróide pode chorar! A Era Roy Thomas

Thomas nos apresenta o Visão!

Avengers 35-104

Roy Thomas sucedeu Stan Lee e com ele temos uma fase notável e construída num longo período. Apesar de ter as marcas da época (como vilões teatrais), nos presenteia com arcos e personagens influentes até hoje!

Essa fase foi marcada por um forte senso de continuidade, o escritor era obcecado pela cronologia de todo o Universo Marvel e criava a partir de diversos eventos passados. Suas histórias variavam do pessoal ao cósmico, o que culminou com a “Guerra Kree-Skrull”. Mas talvez seu maior legado no título seja a criação de dois grandes personagens na mitologia dos Vingadores: Ultron e Visão!

No Brasil: em formatinhos saíram aqui em diversas edições de “Heróis da TV” da editora Abril. Pela Panini saíram na “Coleção Histórica Marvel Super-Vilões Unidos” nº2,  “Coleção Histórica Marvel X-Men” nº4 e na “Coleção Histórica Marvel: Os Vingadores” números 3, 4 e 8. Na série “Os maiores clássicos dos Vingadores” saíram “A Guerra Kree-Skull” no nº1 e “Guerra além do tempo” no nº3. Pela Salvat, na “Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel” temos “O Nascimento de Ultron” nº XII e a “Guerra Kree Skrull” nº XX.

 

Blockbuster de verão! A Era Steve Englehart

O famoso embate Hulk vs Thor!

Avengers 105-152

Antes dos crossovers atuais envolvendo diversos tie-ins em sagas que duram meses, Steve Englehart já antecipava tudo isso criando os primeiros “blockbusters” dos quadrinhos com os Vingadores!

Ainda que tenha contado com alguns artistas pouco inspirados nessa fase, o escritor criou momentos marcantes como o casamento do Visão e a Feiticeira Escarlate, introdução do X-Man Fera no grupo, a criação de Mantis (sim, aquela do filme Guardiões da Galáxia vol.2) e a morte do Espadachim! Além de sagas de peso como a “Guerra Vingadores/Defensores”, “A Madona Celestial” e a “Saga da Coroa da Serpente”… com a Guerra Vingadores/Defensores aliás, é que tivemos pela primeira vez um crossover que se alternava entre dois títulos por vários meses!

No Brasil: saíram em formatinho pela editora Abril em diversas edições de “Heróis da TV” , “Capitão América” e “Grandes Heróis Marvel”. Em encadernados da Panini temos “Coleção Histórica Marvel: Os Vingadores” números 1, 4 e 8, e na “Coleção Histórica Marvel: X-men” nº4. Já o arco “Vingadores/Defensores” saiu em “Maiores clássicos dos Vingadores n°4” e na “Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel XXVII: A Guerra Vingadores-Defensores”.

 

Contra deuses e demônios! A Era David Michelinie

A Feiticeira Escarlate possuída!

Avengers 173, 175-176, 181-187, 189, 191-205, 221, 223 e 340

David Micheline é sempre mencionado como um dos maiores escritores do Homem de Ferro, mas acompanhado por artistas do calibre de John Byrne e George Pérez também foi responsável por uma fase excelente dos Vingadores!

Logo de início ele entrega a clássica “Saga de Korvac” escrita junto a Jim Shooter (edições 167-177) e logo toma as rédeas da revista sozinho. Entre grandes desafios contra supervilões e a possessão da Feiticeira Escarlate por um demônio, ainda temos tempo para situações do cotidiano e questões de paternidade dos irmãos Pietro e Wanda. Mas a situação mais curiosa é quando, por uma imposição do governo, os Vingadores tem de aceitar o Falcão na equipe por uma questão de representatividade, para preencher cotas… sim isso mesmo, uma história de 1979 abordando um tema ainda muito atual!

No Brasil: pela editora Abril (nem todos) saíram em: “Grandes Heróis Marvel” 1ª série 14 e 17, “Heróis da TV” 91-94 e 96-99, “Superaventuras Marvel” 59 e “Capitão América” 89. Encadernadas temos edições em “Coleção Histórica Marvel Os Vingadores” nº4 e “Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel XXXIX: Os Vingadores – A Saga de Korvac”.

 

Traída pelos amigos! O anual de Chris Claremont

O desabafo de Carol Danvers!

Avengers Annual 10

Tudo começou com “Avengers” 200, onde Carol Danvers (a então Miss Marvel) foi basicamente manipulada, estuprada e impregnada por um homem chamado Marcus Immortus e então deu à luz uma versão em miniatura do próprio. Fatos no mínimo polêmicos!

Chris Claremont teve a difícil tarefa de tentar limpar a barra da personagem. O resultado foi uma história memorável! O escritor introduz a Vampira ao Universo Marvel e coloca os Vingadores contra a Irmandade de Mutantes num combate épico. Mas, mais importante ainda, Claremont faz Carol confrontar seus companheiros Vingadores por terem permitido que ela fosse arrastada por Marcus em primeiro lugar. Um dos maiores momentos da personagem!

É uma história cheia de acertos: introduz uma das maiores personagens dos X-Men e resgata uma personagem de quase ser destruída por decisões editoriais. Sem contar a qualidade dos textos e desenhos!

No Brasil: pode ser vista em formatinho em “Heróis da TV 100” (editora Abril) ou encadernada na “Coleção Histórica Marvel X-Men n°4” (Panini).

 

Humanos, demasiado humanos! A Era Roger Stern

Um período cheio de momentos inesquecíveis!

Avengers 227–288, Annual 13 e 14

Na década de 1980 Roger Stern já havia nos entregado ótimas fases do Homem-Aranha e do Capitão América, e quando ficou responsável pelos Vingadores não foi diferente!

O autor captou vários elementos das fases anteriores, introduziu novos membros e construiu arcos épicos como “Visão absoluta”, “Sob cerco” e “Assalto ao Olimpo”. Mas em meio a ameaças de todo tipo, era outro o motivo do charme da revista: ótimas caracterizações e forte carga emocional! Das queixas de Hércules por ter de obedecer uma mulher, a solidão de Namor, a Vespa lidando com o stress de liderar, a paixão platônica do Cavaleiro Negro pela Vespa, a desconfiança da Capitã Marvel… sem contar que aqui temos um dos melhores momentos do Capitão América em todos os tempos! Nunca os Vingadores haviam sido tão humanos.

No Brasil: em formatinhos da editora Abril podem ser achadas em: “Heróis da TV”102-107, 111, “Homem-Aranha” 62 e 66, “Capitão América” 116-154, “Hulk” 104 e “Grandes Heróis Marvel” 1ª série 29 e 30. Já em encadernados temos “Os maiores clássicos dos Vingadores nº3: guerra além do tempo” (267-269), “Os maiores clássicos do Quarteto Fantástico nº4” (233) da Panini e “Coleção os heróis mais poderosos da Marvel nº48:  Vespa” (271, 273-278) da Salvat.

 

O prenúncio da Queda! A era John Byrne

Byrne revela os segredos sobre os filhos de Wanda e Visão!

West Coast Avengers 42–57 e  West Coast Avengers Annual 4

John Byrne foi o gênio indomável da década de 1980 e tudo em que tocava virava ouro! Por algum tempo ficou responsável por duas revistas dos Vingadores, mas foi com a equipe da “Costa Oeste” que o autor criou uma fase memorável!

Em apenas 16 edições o número de mudanças é vertiginoso: desmantela o Visão e o recria sem emoções bem como esclarece questões sobre a sua origem, mostra que Magnum sempre foi apaixonado por Wanda,  realoca o Tocha Humana original no universo Marvel, traz de volta Harpia e Homem de Ferro, cria os “Vingadores Centrais”, força a entrada do Agente Americano na equipe por imposição do governo, coloca os Vingadores no centro da saga “Atos de Vingança” e o mais importante… revela que os gêmeos de Wanda e Visão NUNCA EXISTIRAM, sendo apenas frutos do seu poder mutante, o que obriga Agatha Harkness a apagar da mente da Feiticeira Escarlate qualquer lembrança sobre os filhos. Anos depois isso seria usado por Brian Michael Bendis como o maior motivo da loucura de Wanda na saga “Vingadores a Queda” e em “Dinastia M”!

No Brasil: saiu em “Grandes Heróis Marvel” 1ª série nº38, “Capitão América” 166 e 169-174, o Annual 4 saiu em “Superalmanaque Marvel” nº9 todos pela editora Abril. Pela Panini parte da fase saiu em “Os maiores clássicos dos Vingadores nº2 – A busca pelo Visão “. Já pela Salvat há algumas edições contidas em “Os Heróis Mais Poderosos da Marvel n° 34: Feiticeira Escarlate”.

 

Heroísmo e vilania sem limites! A era Kurt Busiek

Busiek resgata o heroísmo e a grandeza dos Maiores Heróis da Terra!

Avengers vol. 3 #1-56 e Avengers Forever 1-12

Depois da questionável saga “Heróis Renascem”, os Vingadores  ficaram a cargo do ótimo Kurt Busiek (Marvels, Astro City) que junto ao artista superstar George Perez, tornou a revista um dos melhores títulos de super-heróis da época!

Começando com uma história que incluía todos os Vingadores de todos os tempos, a trama toma impulso a partir daí numa série de épicos que focam no heroísmo e na grandiosidade da equipe. Busiek reinventou vilões clássicos e deu-lhes histórias definitivas, de Ultron Ilimitado até a Dinastia Kang. Neste meio tempo junto ao também escritor Roger Stern, criou outro clássico: “Vingadores Eternamente” que homenageia toda a cronologia do grupo. Pode ser um material com mais de 15 anos, mas ainda se mantém bem até hoje!

No Brasil: em mensais saíram em “Grandes Heróis Marvel” 2ª série 1 e 6, “Marvel 2000” nº3, “Grandes Heroís Marvel Premium” 1-4 e “Homem-Aranha Premium” 9-17 todos pela Editora Abril. A seguir passa a ser publicado pela Panini em “Wizard” 16 e 17, “Marvel 2002” 1-12, “Marvel 2003” 1-12, “Marvel 2004” 1 e “Poderosos Vingadores” 1-5.

A Salvat lançou toda a fase Busiek com desenhos de George Perez em belíssimos volumes na “Marvel Edição Especial Limitada Vingadores” 1-3! O arco Ultron Ilimitado também saiu em “Os Heróis Mais Poderosos da Marvel n° 1: Vingadores”. Já a Vingadores Eternamente saiu na “Coleção oficial de Graphic Novels Marvel” 14 e 15.

 

Da queda ao topo! A era Brian Michael Bendis

Desconstruindo a equipe!

Se hoje os Vingadores se tornaram tão populares e o carro chefe da Marvel, tendo toda grande saga da editora girando em torno deles, isso se deve a Brian Michael Bendis!

Bendis já inicia causando “A Queda” da equipe, a desmonta, reúne de novo, divide em duas facções contrárias após “Guerra Civil”, criou o grupo “Illuminati”, revela que alguns membros eram alienígenas disfarçados… uma montanha russa de reviravoltas! Seu grande trunfo é a qualidade dos diálogos e a ótima interação entre personagens. Ele também é famoso por trazer tipos populares como Homem-Aranha e Wolverine para o grupo, bem como uma porção de outros heróis antes improváveis nos Vingadores como Dr.Estranho, Jessica Jones e Luke Cage.

É uma fase ótima e moderna! Pode demandar tempo de leitura, mas se você decidir começar por aqui já terá uma ótima noção da mitologia dos Vingadores!

No Brasil: O Autor esteve a frente de títulos do grupo por 10 anos e no Brasil isso saiu nas mensais “Poderosos/Novos Vingadores” 21-116, “Avante Vingadores” 15-35 e “Reinado Sombrio” 1-11.  A Panini está publicando toda a fase do autor em encadernados Deluxe, que até o momento são: “Vingadores-A Queda”, “Novos Vingadores-Motim”,  “Novos Vingadores-Guerra Civil”,  “Novos Vingadores-Revolução”, “Novos Vingadores-Invasão Secreta”, “Novos Vingadores-A Busca pelo Mago Supremo”, Novos Vingadores-O Cerco”, “Novos Vingadores-A Era Heróica”, “Poderosos Vingadores-A Iniciativa Ultron” e “Vingadores Sombrios-Reinado Sombrio”.

Pela Salvat saíram na Coleção oficial de Graphic Novels Marvel:  Vingadores-A Queda (nº34), Novos Vingadores-Motim (nº42) e Vingadores-Primordiais (nº61).

 

Um mundo de Vingadores! A era Jonatham Hickman

Com os Vingadores Illuminati, Hickman nos dá uma leitura tensa!

Avengers 1-44 e New Avengers 1-33

Jonathan Hickman é conhecido por histórias extensas e intrigantes. Se você quer uma leitura cheia de tensão, drama, e ainda assim heroísmo e diversão, Hickman entrega!

O escritor criou uma trama intrincada que coloca os Vingadores no olho do furacão de uma série de eventos que impactam todo o Universo Marvel! Começando no conflito com Thanos em “Infinito” e chegando ao ápice na saga “Guerras Secretas”. Esta é também uma das fases mais sinistras do grupo, especialmente na série Novos Vingadores, centrando nos Illuminati. Eles se veem fazendo escolhas extremamente difíceis para salvar o mundo, gerando dilemas morais muito interessantes de se acompanhar. É uma ótima fase da era moderna dos Vingadores e uma das fontes de inspiração para o filme “Vingadores: Guerra Infinita”.

No Brasil: saíram aqui em “Os Vingadores” 1ª série 1-35 pela Panini. A editora também passou a lançar toda essa fase em encadernados que são:  “Os Vingadores – Mundo de Vingadores”, “Vingadores – O Último Evento Branco”, “Vingadores – Prelúdio para Infinito”, “Vingadores – Infinito”, “Os Vingadores – Adapte-Se Ou Morra”, “Os Vingadores – Vingadores Infinitos”, “Novos Vingadores – Tudo Morre”, “Novos Vingadores – Infinito”, “Novos Vingadores – Mundos Paralelos” e “Novos Vingadores – Um Mundo Perfeito”.

 

Concorda com a nossa seleção? Faltou algo? Então escreve pra gente! Gostou? Então confira nosso acervo com quadrinhos dos Vingadores!




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *